O que se faz se paga

Diz o ditado popular

Todos entram nesta dança

Não sei se nessa ou se em outra

Se por sorte ou por praga

Talvez por azar ou vingança

O que se faz, sempre se paga.

.

Não se sabe do futuro

Nem dos caprichos do destino

Mesmo tecido em belo pano

Seja lá o que ele traga

Errar é um ato humano

A mão apedreja e também afaga.

.

Olhe no fundo do poço

Veja o que a imagem mostra

A calmaria nunca dura

O barco sucumbe e naufraga

No mar da vaidade e da usura

A onda que afoga e esmaga.

.

Só nunca me questione

O que fiz pelos beijos teus

Se errei não me abandone e

Fica comigo pelo amor de Deus.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s